Itaú Blog

Ata do Fed sinaliza preocupação com cortes prematuros

No Radar do Mercado: o Fed divulgou a ata de sua última reunião de política monetária, quando a autoridade praticamente descartou a possibilidade de cortar os juros em março

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) divulgou a ata de sua última reunião de política monetária, quando a autoridade manteve os juros no intervalo de 5,25% a 5,50% ao ano e sinalizou que precisa de mais confiança de que a inflação está evoluindo como esperado para iniciar o ciclo de redução dos juros.

O documento divulgado hoje apontou que a maioria das autoridades mostrou preocupação com um corte prematuro das taxas de juros, indicando que os riscos eram maiores do que os de manter os juros no patamar atual por mais tempo. Além disso, enfatizaram a importância de avaliar cuidadosamente os dados econômicos à frente para julgar se a inflação está se movendo sustentavelmente para 2%.

Alguns membros se mostraram preocupados com uma estagnação no progresso da inflação em direção à meta adiante. Apenas dois deles apontaram os riscos de manter a política monetária restritiva por um período prolongado. O consenso é que as taxas estão no pico, mas o momento exato para o primeiro corte segue incerto. Isso porque o comitê entende que é preciso mais evidências de que a inflação segue em trajetória de queda.

Com o primeiro corte para março praticamente descartado pelo Fed, agora os investidores aguardam a próxima reunião de política monetária, quando as autoridades irão divulgar suas projeções atualizadas para os juros e outras variáveis macroeconômicas. Por ora, nossa expectativa é que a queda gradual das taxas comece em maio.

Além disso, a ata indicou que alguns participantes afirmaram que pode ser apropriado começar a desacelerar o ritmo de redução do balanço do banco central. Na coletiva de imprensa após a última reunião, o presidente do Fed, Jerome Powell, havia declarado que os participantes teriam tido uma breve discussão sobre o tema, que deveria ser melhor explorado na reunião de março.

💬 O que achou deste conteúdo?

Leia também

Leia também

Banco Central surpreende com corte de juros na China

No Radar do Mercado: o PBoC anunciou um corte em sua taxa de juros acima do esperado; [...]

Nossa recomendação de investimentos de fevereiro

Nicholas McCarthy, Chief Investment Officer (CIO) do Itaú, resume a análise de cenári [...]

Market Update: Perspectivas e Insights do Itaú Private Bank para 2024

Confira os destaques e insights discutidos em nosso evento mensal, em que especialist [...]