O contra-ataque de Israel contra o Irã

No Radar do Mercado: leitura dos mercados até o momento é de uma retaliação de pequena escala e calibrada para não escalar mais o conflito no Oriente Médio

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 4 minutos de leitura

Israel contra-atacou o Irã na noite de quinta-feira, 18, seis dias após as forças iranianas lançarem mísseis e drones contra o território israelense, elevando a tensão entre os dois países no Oriente Médio. As explosões visaram instalações militares em uma cidade com baixa densidade populacional localizada a cerca de 400 quilômetros da capital Teerã.

Segundo a imprensa internacional, até o momento, o Irã não reconheceu o ataque de mísseis. Israel também não assumiu a responsabilidade pelo ataque.

Vale lembrar que a ação iraniana de sábado foi uma forma de retaliação ao ataque atribuído a Israel contra o consulado iraniano em Damasco no começo de abril. Desde então, uma reação de Israel era altamente provável.

Após uma deterioração dos mercados em um primeiro momento, a reação posterior mostra que o contra-ataque foi interpretado como de pequena escala e calibrado para não escalar mais a situação, podendo sugerir que o Irã sentirá pouca necessidade de uma resposta imediata.

O cenário à frente, no entanto, segue incerto. Após as duas incursões em alvos não populosos e que puderam ser abatidas, existe a possibilidade de que os ataques diretos entre as nações cessem. Porém, após a recente troca de ataques diretos, o nível de incerteza permanecerá elevado, sob o risco de um eventual futuro ataque poder gerar maiores implicações.

💬 O que achou deste conteúdo?

Leia também

Leia também

Da renda fixa ao bitcoin: 5 destaques do Private Wealth DC Metro Forum

Confira mais detalhes do que foi discutido no Private Wealth DC Metro Forum, em Washi [...]

Os impactos da alta no preço do petróleo na inflação

No Radar do Mercado: o preço do barril de petróleo alcançou o patamar mais alto desde [...]

A importância da governança corporativa para o sucesso empresarial

Na nova edição do Wealth Planning Insights, discutimos um assunto muitas vezes esquec [...]