Itaú Blog

Enquanto Copom mantém estratégia, Fed e BoE elevam juros

Economia e mercados: a ata do Copom reforçou a estratégia de juros estáveis; já o Fed e o BC britânico promoveram uma alta de 75 pontos-base em suas taxas

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 4 minutos de leitura

Crédito: Itaú Private Bank

A semana foi marcada pelas decisões de política monetária nos EUA e no Reino Unido. O Fed promoveu mais uma alta de 75 pontos-base, mas sinalizou que pode desacelerar o ritmo, a depender da evolução dos dados. Já o BC britânico acelerou o ritmo e afirmou que novos aumentos podem ser necessários.

No Brasil, o Copom divulgou a ata da reunião da semana passada, que reforçou a estratégia de juros estáveis por período prolongado. Confira, abaixo, mais detalhes dos fatores que impactaram os mercados nos últimos dias.

Ata do Copom: estratégia mantida

O documento divulgado pelo Copom reforçou a mensagem de que o comitê manterá, por enquanto, sua estratégia de juros estáveis por um período prolongado. Esperamos que o comitê mantenha a taxa básica de juros no patamar atual até meados de 2023, quando deve iniciar um ciclo de flexibilização gradual.

Leia o texto completo.

Produção industrial cai em setembro

A produção industrial registrou um recuo mensal de 0,7%, o segundo resultado negativo consecutivo do indicador. Com isso, encerrou o 3T22 com queda de 0,3% tri/tri. Junto com a diminuição da renda disponível e o maior impacto da política monetária, esperamos que a atividade econômica continue desacelerando no 4T22.

Leia o texto completo.

Fed eleva juros em 75 pontos-base, mas pode mudar estratégia

O Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) elevou os juros em 75 pontos-base, com a taxa passando para intervalo de 3,75% a 4% ao ano. O Fed também sinalizou que pode mudar a estratégia, potencialmente desacelerando o ritmo para 50 pontos-base, a depender da evolução dos dados nos próximos meses.

Leia o texto completo.

BoE acelera ritmo e eleva juros em 75 pontos-base

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) acelerou o ritmo de aperto e elevou a sua taxa de juros em 75 pontos-base, para 3%, em linha com as expectativas do mercado. O comitê considera que novos aumentos podem ser necessários para trazer a inflação para a meta no médio prazo e afirmou que decidirá a magnitude das próximas altas a cada reunião.

Leia o texto completo.

Payroll: EUA criam 261 mil vagas em outubro

Os EUA criaram 261 mil vagas de trabalho, segundo o relatório Payroll, acima das projeções. Ainda assim, houve uma desaceleração em relação ao valor de setembro, que foi revisado para cima. A taxa de desemprego subiu para 3,7%, o que é explicado em parte por uma queda na taxa de participação. A leitura segue reforçando uma economia sólida, ainda que em gradual desaceleração.

Leia o texto completo.