Itaú Blog

Vender mais na internet pode ser a solução do seu negócio. Veja como!

Foto do Autor

Itaú Empresas

• 9 minutos de leitura

mulher em uma loja de roupa mexendo em um notebook e sorrindo

Os hábitos de compra acompanham a chamada transformação digital e, por isso, as pessoas estão comprando cada vez mais pela internet. Assim, o comércio virtual é muito promissor: vender na internet se tornou uma prática cheia de vantagens para os empreendedores.

No meio virtual, o seu alcance de clientes não tem limites geográficos. É possível vender para pessoas do Brasil todo. Você só precisa criar uma loja virtual ou ter uma loja em um marketplace. Além disso, para atrair consumidores, é necessário aplicar técnicas de marketing digital.

Neste post, explicamos como é vender pela internet, além de dar dicas práticas para você começar quanto antes. Confira!

Qual é a diferença entre vendas na internet e vendas físicas?

Uma das principais diferenças das vendas virtuais em relação às físicas é a forma como o cliente chega até a sua loja. Presencialmente, o que acontece é o seguinte: uma pessoa está caminhando pela rua ou pelo shopping, vê os produtos na sua vitrine e, se algum deles chamar atenção, entra para comprar.

Agora, o universo virtual é tão grande que não existe a possibilidade de alguém ver seus produtos, a não ser que você consiga atrair os potenciais clientes até eles. E acredite: isso é mais simples do que parece. Afinal, com o sucesso das lojas virtuais, o que não faltam são estratégias para atrair os consumidores.

A principal delas é o marketing digital, que tem como uma de suas técnicas mais importantes o SEO (sigla em inglês para Otimização para Mecanismos de Busca). Esse é o nome do conjunto de práticas que utilizamos para que, ao buscar uma palavra-chave como “sapato feminino”, por exemplo, o potencial cliente veja seu site logo na primeira página do Google.

Outra técnica de marketing digital é a publicidade paga. Tanto no Google quanto nas redes sociais, existe a possibilidade de publicar anúncios que vão aparecer na hora certa para a pessoa certa. Você já deve ter visto algum anúncio de um produto de que estava precisando bem no meio dos stories do Instagram, não é?

Pois bem, esses são apenas alguns exemplos de práticas de marketing digital que ajudam a levar os potenciais consumidores dos seus produtos ou serviços diretamente até você.

Outra grande diferença das vendas físicas para as virtuais é que, na internet, não há limitação geográfica. O cliente não precisa estar por perto, pelo contrário: dá para vender para o país todo. Ainda mais porque, hoje em dia, existe muita facilidade no envio de mercadorias.

Qual delas traz mais lucro?

Não é difícil imaginar que as vendas online podem chegar a dar mais lucro, não é? Você consegue vender mais com menos investimento. É isso mesmo! Para montar uma loja virtual, você precisará aplicar uma quantia de dinheiro bem pequena em relação à abertura de um negócio presencial.

No máximo, terá que pagar taxas de comissão para colocar uma vitrine da sua loja em um grande marketplace — os shoppings virtuais, como o Magazine Luiza, as Lojas Americanas e o Mercado Livre.

Já para montar — e manter — uma loja física, você tem custos como aluguel, contas de água e energia, limpeza etc. Sem contar que, ao vender pela internet, você não precisa de um espaço tão elaborado para armazenar seus produtos, um estoque simples é o suficiente, já que os itens não serão expostos presencialmente.

Somando esse baixo custo com o alcance muito maior de clientes pela internet, o resultado é que o seu negócio pode impulsionar bastante o número de vendas e aumentar significativamente sua receita.

Sem contar que vender online não exige que você pare de vender fisicamente. Afinal, você só precisa de um computador com internet para gerenciar sua loja virtual, o que pode ser feito ao mesmo tempo em que você atende seus clientes presenciais.

Como é o comportamento do consumidor em relação à venda online?

Se você ainda não se convenceu de que vale a pena vender online, saiba que o consumidor atual compra cada vez mais pela internet. Para você ter uma ideia, olhe só alguns dados do indicador MCC-ENET, divulgados pela CNN Brasil e disponibilizados pela Companhia Compre e Confie e pela Câmara Brasileira da Economia Digital:

● de janeiro de 2021 até janeiro de 2022, as compras online cresceram 20,56%;

● o faturamento das lojas virtuais aumentou mais de 25% no mesmo período;

18,5% dos usuários de internet no Brasil realizaram, pelo menos, 1 compra online em 2021.

Esses dados mostram a grande força das vendas online, cujos números batem recorde a cada ano. Ou seja, a tendência é de um crescimento constante do comércio virtual, o que revela uma mudança definitiva no comportamento do consumidor.

Afinal, buscar produtos ou serviços pela internet é muito prático e cômodo, além de ser um ambiente mais propício para a comparação de preços, avaliações e diferenciais entre as lojas, o que agrada bastante o consumidor.

Vale a indicação: Precisando de capital de giro? Conheça uma das melhores linhas de crédito para empresas e fortaleça o seu negócio. Faça uma simulação do Pronampe Itaú.

Como vender mais na internet?

Agora, que tal vender na internet e ver o seu negócio alcançando mais clientes? Veja algumas dicas fundamentais para começar:

tenha um canal de venda online — uma loja virtual é o canal mais comum. Nessa opção, você precisa de um site próprio para hospedar sua loja. Você também pode abrir uma conta nos grandes marketplaces para expor seus produtos com a estrutura virtual oferecida por varejistas já reconhecidos no mercado;

estude sobre marketing digital — como dissemos, para vender na internet, o marketing digital é fundamental. Por isso, vale a pena pesquisar as técnicas básicas;

escolha seu mix de produtos — com base no seu público-alvo, escolha um mix de produtos estratégicos para a venda pela internet e capriche na descrição deles em seu canal de venda;

defina sua logística — em geral, quem está começando usa os serviços dos Correios para enviar seus produtos, mas essa não é a única opção. Os marketplaces, por exemplo, costumam ter serviços de frete e logística próprios e mais vantajosos para seus parceiros;

estruture seu atendimento — como não há o olho a olho na internet, as interações virtuais antes, durante e depois da venda devem ser muito atenciosas e ágeis para conquistar o cliente;

disponibilize várias formas de pagamento — a flexibilidade na hora de pagar uma compra online é um dos fatores que levam à decisão do consumidor pela sua loja. Portanto, disponibilize várias opções, desde boleto a cartão de crédito e PIX.

Conseguiu tirar suas dúvidas sobre vender na internet? Como você viu, essa é uma estratégia muito promissora, porque acompanha a enorme tendência de aumento do consumo online. Então, não deixe de colocar o seu negócio na rede para aumentar suas vendas.

Vale a indicação: Você quer transações mais rápidas e uma bateria de longa duração? Confira como a maquininha de cartão do Itaú pode ajudar o seu negócio!